Presidente do Observatório Social do Brasil realiza palestra em Marechal Cândido Rondon

10 de fevereiro de 2017 17:20

O presidente da rede dos Observatórios Sociais do Brasil (OSB), Ney da Nóbrega Ribas, estará na cidade no próximo dia (21) para uma palestra sobre o tema “O controle social e a corrupção na administração pública”, às 19h30, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar).

O tema pretende refletir sobre o problema sistêmico do país presente em toda a sociedade e a necessidade de que a população se organize para fiscalizar o poder público, que é o motivo da existência do Observatório Social, originado em Maringá e hoje presente em 19 estados brasileiros. Ribas também trará dados de transparência internacional que mede a percepção do cidadão em relação a corrupção.

Outro assunto tratado na palestra, será a nova parceria entre o OSB, a RCC Licitações e a Bolsa Brasileira de Mercadorias que traz uma nova ferramenta para monitoramento das licitações e, assim, substituir o software atual SIM (Sistema de Monitoramento das Licitações).

O banco de dados da RCC é gigantesco, com informações públicas governamentais e editais coletados de portais eletrônicos. Uma das vantagens para o OS é não precisar mais cadastrar os editais e sua relação de produtos/serviços. Basta acessar a plataforma e pesquisar para fazer o checklist.

Também será ofertado às prefeituras um sistema de cotações de preços e plataforma de pregão eletrônico, gratuitos.

Coletiva de imprensa

O presidente do Observatório Social do Brasil atenderá a imprensa às 19h para uma coletiva sobre o tema.

Posse da nova diretoria e relatório

Na mesma noite acontece a eleição e posse da nova diretoria do Observatório Social de Marechal Cândido Rondon, que atualmente conta com 11 integrantes. Após o ato de posse será realizada a primeira prestação de contas do ano, o 20º relatório quadrimestral, de forma breve.

Reunião Núcleo Oeste dos OSs

Composto por 10 cidades – Marechal Cândido Rondon, Laranjeiras do Sul, Toledo, Cascavel, Foz do Iguaçu, Medianeira, Assis Chateaubriand, Pitanga, Guarapuava e Goioerê – o Núcleo Oeste dos Observatórios realiza ainda no dia 21, à tarde, a partir das 14h, a reunião anual de discussão  da realidade local de cada unidade.

Conforma a coordenadora da entidade em Marechal, Cristina Lizzoni, o Observatório está em expansão. Mais de 200 cidades estão no processo de intenção de fundação e outras 40 mobilizam-se atualmente para a implantação.

O Observatório Social é composto por cidadãos/profissionais de variados setores, atua em frentes como educação fiscal, inserção de micro e pequenas empresas nos processos licitatórios, construção de indicadores da gestão pública e fiscalização de gastos públicos, evitando desperdício de recursos.

É um espaço para o exercício da cidadania, que deve ser democrático e apartidário e reunir o maior número possível de entidades representativas da sociedade civil com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública.

ObservatórioSocial de Medianeira

Observatório Social de Medianeira visa o combate a corrupção e a correta aplicação do dinheiro público


CEP:
Telefone:
E-mail: